#308: Intolerância evangélica

Paulinho DegaspariAdriana DegaspariCacau Marques e Ariovaldo Jr colocam o dedo na própria ferida e tentam entender as origens e as justificativas da intolerância evangélica e descobrir como é possível conviver com os diferentes sem, necessariamente, concordar com a diferença.

Duração: 01:03:35

» Participe do Rock no Vale
» Veja e ouça Cid Moreira falando “Olá, pessoas!”
» Participe do grupo de irmaos.com no Telegram

CONTEÚDO RELACIONADO

  • http://www.irmaos.com/membro/admsicardoso/ Simone Santos

    Ouvindo sobre a intolerância =)
    Excelente a participação do Ariovaldo Jr! Gosto demais das participações dele.
    Muito interessante que as pessoas acham que o seu comentário é algo necessário, como de fato fosse necessário a humanidade. Já tem muita gente que gosta mesmo é de polemizar. O importante em tudo isso é o bom senso, sempre o bom senso \o/

  • http://www.irmaos.com/membro/henrique-souza/ Henrique Tofolo

    Muito interessante o Podcast, realmente é algo a se pensar e é mais uma daquelas questões que exigem a temperança, cabendo a nós não cair em intolerância nem em liberalismo… Difícil esse tema hein

    • http://www.irmaos.com/membro/henrique-souza/ Henrique Tofolo

      Ah é, na hora de ler meu nome no fina do podcast sobre Oração vocês ficaram com dúvida da pronúncia… Se pronuncia como a Dri leu (com a silaba tônica no -fo) =D

  • Leonardo Romano

    Na posição defensiva, muito comum nas redes sociais, evangélicos já começam a usar o termo Cristofobia pra se armar contra todos aqueles que divergem do nosso pensamento. O que a gente não pode esquecer é que ao sustentar a bandeira cristã, nosso foco terá de ser o Amor de Cristo sempre. Perceber o humano atrás do pecado, sem rotulá-lo de pecador, porque nós também pecamos. E aí, quando demonstramos nosso amadorismo em ver a necessidade de quem é diferente, não aceitamos os dedos apontados que nos acusam do nosso maior pecado como comunidade: intolerância.
    Esse tema foi ótimo, Paulinho e Dri. E o Ariovaldo Jr. foi a escolha perfeita pra compor a mesa. Espero muito que vocês voltem a falar disso com foco em como levar tolência à prática comunal. O que podemos fazer para abrir as cabeças e colocar o conceito de amor antes do preconceito.
    Abraços pra vocês.

  • Dijean Cardoso

    Olá Pessoa!
    Curti muito o tema, e creio que é um ponto que deve ser mais discutido, pois como bem citado pela Adriana, muitos de nós, nos sentimos constrangidos por hábitos e costumes de irmãos próximos e nem por isso deixamos de nos relacionar e ter uma boa amizade, mas quando se trata de um irmão de outra denominação, ou mesmo alguém que simplesmente não é muito próximo, o tratamos com indiferença, ou ainda com uma educação forçada, fingida. Temos aquele tipo de conversa que não permite abertura, que não gera proximidade. O simples fato de discordar em alguns pontos, sejam políticos teológicos ou profissionais, muitas vezes n nos afasta de pessoas maravilhosas, e nos abstemos de nos aproximar de Deus através de nossos irmãos.
    Deus abençoe a todos.

  • http://www.irmaos.com/membro/abnerlobo/ Abner Lobo

    VIM AQUI SÓ PELA TRETA DO ARIOVALDO JR!!! hahahaa
    brincadeira

    Curti muito a forma como vocês abordaram esse tema.. parabéns!

  • http://www.irmaos.com/membro/c4ptain/ Cristiano Almeida

    A abordagem foi muito boa e a participação do Ariovaldo foi a cereja do bolo. Seria épico demais se o Cristiano Machado tivesse participado também. Às vezes discordo do Ari, do Cristiano mais ainda, mas isso não me impede de admirar as virtudes que possuem e suas boas colocações, entre certas opiniões das quais divirjo. Isso não é exclusividade minha, vocês e tantos outros demonstram conseguir lidar muito bem com isso. Mas fica aquela sensação de que ainda somos uma minoria, e isso na verdade entristece.

    Adriana, cobraremos sua promessa no ano que vem. Te cuida. Hahaha!

    • http://crentassos.com.br Cristiano Eduardo Machado

      Eita… meu nome sendo citado por aqui! 🙂
      Que bom que fui lembrado <3

      Beijo a todos

      • http://www.irmaos.com/membro/paul/ Paulinho Degaspari

        Não só aqui. Foi citado no programa também. Como gravamos durante o dia, nem falamos com você, mas seria demais se tivesse participado!

  • http://www.irmaos.com/membro/gesiel/ Gesiel de Oliveira

    Excelente PodCast, curti bastante. Sempre bom sairmos um pouco da Caixa e refletirmos afinal, “Será que Deus está sendo Glorificado com esses comentários?” kkk Só para gerar a discórdia.. rsrsrs Ri muito como sempre e fui edificado também. Que o Senhor continue a abençoar grandiosamente a vida de cada um de vocês. Abraços.

  • Rondineli Venancio

    Parabéns, tema muito bem abordado….

  • Ronaldo Lana

    Uma das coisas mais legais dos casts de vocês é que a conversa soa muito natural; é como se vocês estivessem conversando na sala da casa de todo mundo que está ouvindo vocês. Parabéns por isso! Independente do tema, são conversas leves de se ouvir (e de digerir, heheheh).

    Quanto ao tema, eu me sinto incapacitado para contribuir de modo construtivo para a conversa, já que tenho uma postura crítica demais e acabaria só apontando mais problemas ligados à intolerância, em vez de apontar sugestões. Mesmo assim, quero deixar apenas um apontamento, que mais se parece uma preocupação: a gente olha para a igreja evangélica hoje e percebe que, em vez de buscar o envolvimento na sociedade para a pregação e, principal, aplicação do evangelho, ela se fecha em seu nicho eclesiástico, julgando-se única portadora da verdade e, portanto, detentora do direito de privatizá-la e depois vendê-la para consumo de acordo com seus próprios parâmetros do que é certo e errado. Jesus trouxe liberdade para a sua igreja; a igreja evangélica, contudo, fez cativa a Igreja de Jesus. Tem algo muito errado nisso tudo aí.

    Enfim… quem fala muito dá bom dia pra cavalo! Fico por aqui, rs! Um abraço pra vocês e keep up the awesome work!

  • http://www.renovoblog.blogspot.com.br Ronald Luis

    Olá! Há quanto tempo não ouvia um podcast irmãos.com? Quanta saudade… A vida às vezes nos afasta involuntariamente de hábitos tão bacanas como ouvir um podcast… Deixo uma ressalva que nunca fui intolerante com o podcast, pelo contrário… Excelente debate, sobre um tema super atual e pertinente. Forte abraço pessoas…

  • Cláudio Antônio da Silva

    Gente, este assunto é de uma relevância fundamental em nossos dias. Nós devemos ser luzeiros no mundo, mas infelizmente estamos afastando as pessoas do evangelho genuíno e consequentemente de Cristo. Precisamos ser intolerantes com o pecado, mas devemos manifestar a graça e o amor de Deus para com todas as pessoas. Excelente episódio.

    PS… Estou de volta Paulinho e Adriana. Estava com saudades de vocês e de estar presente por aqui, #Voltei, agora para ficar, hahaha.

  • THIAGO MENILLO

    Sobre tipos de batismo: É tão legal a forma como a Didaquê é tolerante com toda forma, desde que trinitário, tipo, se não der prá fazer assim, faça assado. “Quanto ao batismo, faça assim: depois de ditas todas essas coisas, batize em água corrente, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Se você não tiver água corrente, batize em outra água. Se não puder batizar com água fria, faça com água quente. Na falta de uma ou outra, derrame água três vezes sobre a cabeça, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo”.