Rachel Sheherazade pode ganhar programa de opinião no SBT

Rachel Sheherazade pode ganhar programa de opinião no SBTEm entrevista ao jornal O Globo a jornalista Rachel Sheherazade afirmou que pode ganhar um programa de caráter opinativo e informativo. A decisão de não deixar que os âncoras do “SBT Brasil” opinem partiu da direção da emissora diante da pressão política.

“Tivemos uma reunião com a cúpula da emissora, e essa solução nos foi apresentada para proteger a minha imagem profissional”, disse a jornalista que entendeu a mudança adotada pelo canal.

Apesar dos descontentamentos com as opiniões da jornalista, a audiência do jornal cresceu e houve também aumento de anunciantes. “A fórmula de reunir, em um único produto, notícias e opiniões foi um sucesso. Mas, a televisão é um mundo em constante movimento. É preciso estar preparado e aberto a toda mudança”, disse.

Sheherazade foi contrata pelo SBT justamente por conta de seus comentários que a destacaram quando ela trabalhava na transmissora do SBT em João Pessoa (PB). Há três anos Rachel e sua família se mudaram para São Paulo para que ela pudesse trabalhar na sede do SBT como âncora do principal telejornal da emissora.

Com a mudança Rachel e o jornalista Joseval Peixoto só poderão ler os editoriais escritos pela equipe, representando a opinião da emissora diante das notícias. Rachel afirma que ficará muito à vontade para cumprir esse novo papel, pois esta também é uma função do âncora.

Mas apesar de não deixar sua opinião no ar, ela continuará sendo um profissional de opinião. “A forma de um jornal não muda a essência do seu jornalista. Continuo sendo uma profissional independente, corajosa e de opinião”.

Pressão política

A decisão da emissora não foi tomada a pedido do público e nem dos anunciantes. Sheherazade deixa claro que nunca foi pressionada pelos telespectadores, mas sim por partidos políticos.

“Não houve pressão dos anunciantes. A única pressão foi política, vinda de dois partidos PSOL e PCdoB, que ingressaram com representações contra minhas opiniões na TV aberta”, disse.

Os deputados federais Ivan Valente e Jandira Feghali, ambos do PSOL, pediram o afastamento da jornalista da TV por conta de uma opinião dada por ela ao comentar o caso do jovem infrator que foi preso em um poste no Rio de Janeiro por “justiceiros”.

Sheherazade disse que era compreensível a atitude da população diante da falta de ação do Estado em barrar a violência, mas para os deputados a jornalista fez apologia ao crime.

  • http://www.irmaos.com/membro/claudiosilva/ Cláudio Antônio da Silva

    Partidos como estes (PSOL e PCdoB, entre outros), que se dizem do povo, nada mais são do que partidos de opressão a todos os que tem opinião própria, são partidos repressivos que nada querem em favor do povo, mas sim, contra o mesmo.

  • http://www.irmaos.com/membro/aldean/ Aldean

    Triste mesmo é observar partidos políticos devendo interesses de um grupo e não o interesse do povo.

  • Anita Rocha

    Estes partidos querem mesmo é ditadura. Posso até não concordar com tudo o que ela diz, mas entendo que ela representa uma parte da população e todo o direito de opinar. Quem não gostar, mude de canal. A audiencia aumentou…..

  • Inês Estrada

    Infelizmente, é assim que as pessoas se tornam ?famosas? no Brasil e também em outros países. Essa Rachel ficou ?famosa? porque foi censurada por jornalistas conscientes depois de apoiar o linchamento de um garoto no aterro do Flamengo. Não sei como ainda há nesta página gente favorável a ela, que na verdade é uma ignorante, só que ?branca e bonitinha.? E deve ganhar muito, sem fazer esforço, por suas opiniões ignorantes. Vai ver que os comentaristas acima nem sabem de onde vem a sua ?fama? Se a audiência aumentou foi porque infelizmente as pessoas gostam de escândalo, e em geral adoram ver notícias de crimes e maldades pela tv,

  • Claudio

    A Anita Rocha tem todo o Direito de chamar a Raquel de “ignorante, branca e bonitinha”, mas a Raquel não tem direito de revelar em a indignação de parte da população que mais paga imposto no mundo diante do caos que se instalou em nossa nação e diante das pseudo manifestações violentas que está acabando com a imagem do Brasil no Exterior. O Erro dela foi ter se indignado tanto que não fez as devidas ressalvas o que não a inviabiliza neste caso.

  • http://www.irmaos.com/membro/welbereano/ Welber Pacheco Martins

    Pena q isso ainda ñ aconteceu provavelmente pela pressão para ela ñ ter oportunidade de opinar