Apresentação

O que os livros de Jó, Salmos, Provérbios, Eclesiastes e Cantares têm em comum? Isso mesmo, pertencem a uma galeria especial de livros poéticos. Ao longo da historia humana a poesia tem inflamado corações, contando de maneira apaixonada e arrebatadora todas as suas experiências.

Quem não conhece a história de Jó, ou não se emocionou com o dilacerado coração de Davi, que sangra em cada salmo de penitência ou salta como criança alegre e sapeca em louvor e adoração ao Deus eterno? Você nunca se viu em situações onde os sábios conselhos de Salomão lhe vieram à mente como resposta de Deus? Ou afundado no sofá, arcado pela frustração, já não repetiu “vaidade de vaidades! Tudo é vaidade”? Se você tem mais de quinze anos e não passou ainda por nenhuma dessas experiências, com certeza em breve se apegará à Bíblia com o coração pulsando a mil, tentando encontrar, às pressas, versículos em Cantares de Salomão que descrevam à menina dos seus olhos um pouco dos seus sentimentos.

Isso é poesia! Ela faz parte da vida e da história humana com tamanha força e poder que não poderia jamais estar longe da experiência cristã. A poesia faz com que o fogo da paixão aqueça o aço inflexível da razão, transformando as idéias na arma mais poderosa que o mundo já conheceu.

A prosa leva as idéias até a mente mas é a poesia que as introduz ao coração. Não é à toa que as grandes revoluções mundiais se fizeram mais pela pena do que pela espada, ou que nomes de poetas sejam mais conhecidos que os de generais.

Nossa proposta para esta coluna é tratar de todos os assuntos pertinentes a Deus: sua glória e sua obra; e aos homens: suas paixões, seus sonhos e seus medos, com toda paixão e sensibilidade que a força da poesia pode oferecer. Vamos explorar juntos todas as emoções humanas celebradas na poesia, tendo como pano de fundo a indissolúvel razão da prosa, para que alma e espírito sejam tocados e as idéias provoquem a revolução mais poderosa que o mundo pode conhecer: a revolução do ser humano.

Que essa revolução bendita ocorra em seu coração e seja a sua própria vida uma linda poesia dedicada ao criador!