Tornou-se comum andar por aí e deparar com adolescentes, jovens e até adultos usando piercings na barriga, umbigo, orelha, nariz, lábios, sobrancelhas, língua e etc. Até nas igrejas não é incomum encontrar adolescentes crentes em Cristo que aderiram à moda. É possível que usem os tais adereços, sem se ter o mínimo de informações a respeito, e com a maior simplicidade de espírito, sem malícia ou maldade, mas isso não tira o perigo que tais modismos representam para a identidade da igreja de Cristo.

Ao contrário do que se pensa, a palavra “piercing” não é um neologismo, ou seja, uma palavra nova decorrente de um novo costume, mas é uma velha conhecida Bíblica. Vem do inglês e tem o sentido de traspassar, perfurar, penetrar. Transcrevo abaixo alguns versículos da Bíblia em inglês, apenas para que se perceba a presença dessa palavra e em que contexto aparecem:

A Bíblia de Scofield em inglês, usa a “authorized version”, uma respeitada versão da Bíblia e, em Lucas 2:35 diz:

“Yea, a sword shall pierce through thy soul also…”. São palavras de Simeão ao segurar o menino Jesus nos braços, quando profetiza a respeito do sofrimento de Maria: Eis que uma espada também traspassará a tua própria alma.

Ainda em Apocalipse 1:7, a mesma versão diz: “Behold, he cometh with clouds; and every eye shall him, and they also wich pierced him.” (Eis que vem com as nuvens e todo olho verá até aqueles que o traspassaram).

Também a New International Version (NVI) usa essa palavra em Apocalipse 1:7, Lucas 2:35 e Zacarias 12:10.

Por que Satanás usaria uma palavra que se refere ao sofrimento de Cristo para nomear um novo modismo mundial? Parece-me claro que a resposta é que há um simbolismo, uma filosofia, um misticismo, uma idéia oculta no uso do piercing. Há uma filosofia satânica que diz: pelo seu sofrimento você se igualará a Cristo, o sofrimento dele não é único, você também pode ser traspassado, entre para a nossa “tribo”. Assim, mesmo que alguém o use inconscientemente e por simplicidade, não pode negar que seu uso significa uma vontade de ser aceito pela sociedade mundana como um igual a todos, o desejo de atrair atenção para si mesmo, o desejo de seduzir e ser seduzido. Julgue você mesmo: isso convém aos santos?

O piercing na verdade não é algo novo, começou, segundo historiadores, há milhares de anos, quando algumas comunidades e tribos usavam enfeites semelhantes para perfurar o corpo em cerimoniais cheios de misticismo, com significados espirituais, sexuais, e rituais ocultos que incluíam desde pacto de sangue até rituais macabros de sacrifício infantil.

Maria Cecília Bahia, estudiosa do assunto, afirma que:

“A moda do piercing ganhou força com o movimento hippie dos anos 60 e 70, conquistando jovens adeptos à prática do sadomasoquismo, que viram no adorno uma nova forma de exaltar o corpo e as suas zonas erógenas. Chegou à Inglaterra com o movimento punk e nos Estado Unidos com o movimento gay nos anos 80 e 90, chamando a atenção de todo o planeta com o casamento entre o primitivo e o moderno.” (jornaldapalavra.com.br).

Usava-se para defender uma bandeira, um comportamento, uma opção de vida. Uns defendiam o homossexualismo e viam nas mutilações uma maneira de protestar, outros queriam liberdade sexual, por isso exibiam as zonas sensuais do corpo transpassadas para chamar a atenção para o seu protesto, por isso, perfuravam língua, umbigo, nádegas, boca, coxas e até órgãos genitais. Perceba: isso é mais sério do que se pensa para os princípios cristãos.

Um jovem poderia perguntar: mas qual a diferença entre o brinco que as mulheres usam livremente e o piercing?

A primeira diferença está no caráter permanente do piercing, ele não é posto ocasionalmente, para ser tirado todo dia, ou para ser usado apenas em ocasiões específicas. A intenção é que ele fique pra sempre, e passe a fazer “parte do corpo”. E esse caráter permanente o transforma em algo mais do que um simples adorno, torna-se um símbolo. Mas símbolo de quê? É aí que reside o problema. Uma vez posto, ele estará ali permanentemente como forma de identidade, vinculando a pessoa a um certo grupo social. O uso do piercing identifica o usuário como adepto da tribo da noite, da liberdade sem limites, da exposição do corpo, da rebeldia, da independência. Isso representa uma dificuldade para o cristão, o qual não deve amar o mundo (I João 2:5), deve aborrecer o mal e apegar-se ao bem (Romanos 12:9) e não se conformar com esse século (Romanos 12:1), e é advertido a não usar da liberdade para dar ocasião à carne (Gálatas 5:13).

O servo de Abraão colocou um pendente no nariz de Rebeca quando encontrou-a para noiva de Isaque (Gênesis 24:47); e o escravo hebreu que não quisesse sair livre por amar o seu senhor e sua família, tinha a orelha furada com uma sovela, como sinal de que o serviria por amor, para sempre (Êxodo 21:6). Nesses dois casos não era um enfeite provisório, como o brinco, era algo permanente, um símbolo de entrega pessoal a uma causa, representando um pacto, o que é bem mais abrangente e sério do que uma moda passageira.

Outro problema é a inexistência de distinção entre os sexos. O piercing é usado por homens e mulheres indistintamente. Não deveriam ser diferentes? Certamente que sim. Mas não há diferença. E essa conotação é preocupante, pois é contrária aos padrões estabelecidos pelo Criador, o qual criou homem e mulher.

Diante dessas informações, podemos tecer algumas considerações finais:

Em primeiro lugar, dizemos aos adolescentes e jovens que a verdadeira beleza não está ligada ao adorno externo, conforme ensina I Pedro 3:3-4, mas está vinculado ao quilate espiritual da pessoa, que é de grande valor diante de Deus.

Também afirmamos que um cristão não pode, mesmo que inconscientemente, divulgar a filosofia de Satanás, adotando qualquer modismo, sem averiguar os prós e os contras que tais usos envolvem.

Ainda apelamos para o fato de que o vosso corpo é templo do Espírito Santo, e que “fostes comprados por preço, agora pois, glorificai a Deus no vosso corpo (I Coríntios 6:19-20).

Finalmente, esclarecemos que haverá irmãos que pensam de forma diferente acerca desse assunto, provai todas as coisas e retende o que é bom.

  • ELIEZER DE ALMEIDA

    É isso ai, pastor, concordo em nº, gênero e grau; estou mt feliz com sua participação neste site, e sei que serás uma benção para todos, especialmente aos jovens e adolescentes.Parabéns aos editores do site por convidar este precioso irmão pra fazer parte da equipe, o qual tem sido grande companheiro e com quem temos aprendido muito. Sucesso nesta nova empreitada, Sergião.

  • Paulo Silas da Silva.

    Estamos vivendo tempos preditos pelo aposto Paulo : “…Tempo em que não sofrerão a sâ doutrina… Amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscência…” . Louvo a Deus por ter levantado o irmão Sergio para se opor publicamente a pensamentos contrarios a palavra de Deus. A Nossa oração é que Deus te dê sabedoria espiritual e dicernimento para instruir os adolecentes numa conduta santa na presença do nosso Deus. Que voce seja muito abençoado, os crentes edificados, e o nome do nosso Deus glorificado.

  • Marcos Lacerda Martins

    Infelizmente vemos costumes do mundo entrando nas igrejas de forma assustadoras, e muitos presbiteros por não uma certa experiência não se importam com tais coisas ou até mesmo por ter um certo receio de ser chamado de ” careta ” “velho” etc… pelos jovens… Eu tenho a seguinte opinião que primeiramente tal educação deve partir de casa isso claro se os pais forem crentes tambem eles tem a obrigação de ensinar aos filhos o que é certo mesmo que os filhos não goste, agora se isso não acontece em casa por exemplo se um jovem vem do mundo é dever dos presbiteros ou pastores ensinar o que é certo e que se ele realmente for uma pessoa salva ela entenderá e esses costumes não farão mais parte de sua vida claro isso tudo depende de um ensinamento.

  • Amanda Rodrigues

    Foi mto bom esta materia pra mim. Eu estava com vontade de colocar um piercing, mas apos ler este, compreendi melhor a vontade de Deus, e acho melhor seguir os conceitos Biblicos e nao seguir as coisas mundanas… eh a apartir destas pequenas coisas, como um simples documentario que Deus fala muito com a gente, obrigado pela pesquisa que envolveu isso, e pela vontade do pessoal que trabalhou nisto, porque vcs foram instrumentos de Deus nao soh pra mim, mas pra muitas outras pessoas nao cairem na onda do piercing, Deus abencoe vcs…

  • https://www.irmaos.com/membro/augusto/ José Augusto dos Santos

    Olha muito esclarecedora a materia e com certeza à dividirei com outros.

  • https://www.irmaos.com/membro/jaimemuller/ Jaime Müller

    Oi Sergião, não sou defensor do uso ou não-uso do piercing e até concordo com a maioria dos fatos que tu citaste. Mas eu não vejo diferença entre brincos, tatoos, esmalte, depilação e coisas assim. Eu acho que tudo é vaidade e futilidade (não estou dizendo que isso seja ruim). Todos nós temos a nossa vaidade e as coisas que achamos bacana. Eu acredito que o problema está no “por quê” de se fazer determinadas coisas. E objetivos. Mas não vejo problema de uma pessoa gostar e colocar um piercing. Até porque ela pode tirar quando quiser. Mas eu gosto muito da forma como você escreve as coisas. Não é no “imperativo tradicionalista” da maioria das igrejas hipócritas e isso é bacana. Tradicionalismo este que mede os crentes pelo aparência e não pelo coração! Abraço…

  • https://www.irmaos.com/membro/_reginaldo_/ Reginaldo

    Concordo com o Jaime pois eu gosto muito de tatuagem e piercing,também tem a questão do cabelo grande pq muitas igrejas condenam as pessoas que usam cabelo grande? E tatoo? pq eles falam tanto? O pessoal tá mais preoculpado com o corpo das pessoas que nao vêem o coração delas Gostam muito de Condenar as pessoas pela aparência.Sou mais ser um Cara que usa piercing do que ser um cara que anda conforme todos querem e por tras fazerem outras coisas piores. Gosto de ser eu em todos os lugares que eu vou. E nao ser Reginaldo aki e reginaldo ali. Muita gente fala sobre Rock também e os condenam,mais acho que seria interessante as pessoas verem o que eles fazem pra depois falar. Uma coisa mais ou menos assim “_tira atrave do teu olho .”

  • https://www.irmaos.com/membro/jaimemuller/ Jaime Müller

    Daê Sergião, Este fim da Notícia é a sua cara! he he he Abraço…

  • https://www.irmaos.com/membro/valdenir/ Valdenor

    Pr. gostei muito da matéria, más ainda continua com o pensamento de que o Jovem Cristão, não use esses aderessos modernos, se formos analizar o texto do servo que furou a orelha vamos perceber algo importante, que ele fez isso porque Amava o seu senhor, hoje os jovens não fazem isso por amor e sim pela vaidade, acho que isso é imitação do mundo, não precisamos imitar, não devemos ser influenciados e sim influenciar, sei que pode não haver nada disso, mas não deixa de querermos imitarmos o mundo e chamarmos a atenção para nós, existe um hino de apascentar que diz “Eu não preciso ser reconhecido por ninguem, a minha glória é fazer com que conheçam a tí”, não sei se todos vão concordar mais este é o meu pensamento, também não julgarei quem usa… APAZ DE CRISTO…

  • https://www.irmaos.com/membro/franciane/ Franciane Paiva

    Oi Ségio! Muito boa mesmo essa matéria.Estamos num época em que as pessoas fazem as coisas porque todo mundo faz e sem levar muito em conta a propria vontade. Principalmente na juventude,onde a cobrança dos amigos às vezes fala muito mais alto. Espero que todos que leêm essa matéria,reflitam nas coisa que tem feito, se tem edificado suas vidas.

  • https://www.irmaos.com/membro/kenneth/ Kenneth de Azeredo Carvalho

    depois dessa só nao ve quem é cego!

  • https://www.irmaos.com/membro/ronildo/ Ronildo Alves dos Santos

    Muito esclarecedora e acima de tudo edificante.Parabéns, Deus te abençoe.

  • https://www.irmaos.com/membro/danny/ Danielle Morais

    Paz! Gostei da matéria, até porque tem embasamento bíblico. Confesso que acho a idéia de colocar um piercing muito interessante… estou errada por ter vontade de colcoar um?! Deus abençoe…

  • https://www.irmaos.com/membro/luquinha/ Lucas Alonso

    É importante que os jovens saibam mais sobre as atitudes que eles julgam ser normais e o irmaos.com estão fazendo um ótimo trabalho nesse sentido!Parabéns!!!

  • https://www.irmaos.com/membro/luquinha/ Lucas Alonso

    É importante que os jovens saibam mais sobre as atitudes que eles julgam ser normais e o irmaos.com estão fazendo um ótimo trabalho nesse sentido!Parabéns!!!

  • https://www.irmaos.com/membro/heber/ Heber de Paula Pereira

    procurem conhecer o ministerio milicia e vcs mudaram o ponto de vista. Deus abençoe a todos!!!

  • https://www.irmaos.com/membro/roger_crb/ Carlos Rogerio Barbosa

    Concordo. A diferença tem que estar em nós. O interior reflete o exterior. Tais adereços, na nossa cultura, é sinal de rebeldia. Deus nos ajude a andar em santidade

  • https://www.irmaos.com/membro/carolina_ac/ Carolina

    O grande LANCE de hoje em dia é que os adolescentes e jovens topem o desafio de serem DIFERENTES… De não tomarem as formas deste mundo, conforme determina a Palavra de Deus!

  • https://www.irmaos.com/membro/junior_r.o/ Junior

    tbm concordo … mas como fika o caso dos cantores evangelicos q usam pircing brincos tatuagens pelos corpo todo ? será q se isso fosse tão errado assim Deus não já teria feito algo com eles? espero respostas a paz do senhos para todos

  • https://www.irmaos.com/membro/leiliane/ Leiliane Barbosa Antonio Moret de Oliveira

    Esse texto é realmente pura realidade! Irmãos, eu não ouso julgar ninguém por usar ou não esse tipo de coisa, entretanto, cabe ao cristão analisar se o que está fazendo serve para glorificar o nome de Cristo! Quanto ao que vários disseram sobre o interior ser o mais importante, concordo plenamente, mas, pensemos bem: se meu coração foi transformado, será que isso não vai influenciar o meu exterior? Outra coisa: devemos ser luz do mundo, mas, se nos igualarmos a ele, como nossa luz poderá brilhar? Muitos poderiam dizer que o importante é o testemunho, mas, e nos lugares onde eu passar e o tempo não fôr suficiente para que meu comportamento mostre o amor de Cristo? O cristão deve ser reconhecido de longe, ele deve ter o perfume de Cristo! Quanto ao homem usar cabelo comprido, veja o que as Escrituras dizem em 1Cor.11.14: ” Ou não vos ensina a própria natureza ser desonroso para o homem usar cabelo comprido?” Já a respeito dos cantores que usam esse tipo de coisa, as Escrituras tbm dizem em Mt.7.21:” Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus.” Que a graça de Cristo abunde em nossas vidas, dando-nos discernimento da Sua vontade! E que o Senhor continue a usar a esse site para abençoar vidas! Amém…

  • https://www.irmaos.com/membro/arraiss/ Abner Arrais

    Mais uma vez, tudo certo! Essa semana eu até estava pensando em colocar, mas agora, sem chance! Só discordei de uma coisa, sobre a questão de ser tanto para homem quanto para mulher. O resto está muito bom, só achei esse ponto irrevelante! Mas belza… A paz!

  • https://www.irmaos.com/membro/luciene/ Luciene Andretti

    Nossa… Esse artigo é muito bom. Realmente, conheço muitos cristaos que considerariam essa pratica. Muitas das MINHAS duvidas foram esclarecidas tambem, e eu encontrei novos argumentos e motivos para defender o nao uso do piercing. Obrigada, irmao Sergio… Deus abençoe a tds… abraçao!!!

  • https://www.irmaos.com/membro/crissalles/ Cris Salles

    Muuito interessante esse estudo. Solucionou muitas dúvidas que eu tinha a respeito do piercing. Não que eu tivesse dúvidas sobre “usar ou não usar”, mas “como conversar com as pessoas sobre isso quando te perguntam sobre”? Ahh.. e tem curiosidades interessantes tbm.. já li a história de Isaque e Rebeca, claro.. mas não lembrava que o servo de Abraão tinha colocado essa marca no nariz dela…

  • https://www.irmaos.com/membro/francine/ Francine Michelin

    oieee sergio graça e pazz….realmente essa materia q vc fez sobre piercing foi muito esclaresedor …e me trouse mais sabedoria e edificaçao….continuei sendo esse vasso na mao do senhor …grande abraço

  • https://www.irmaos.com/membro/claudiosilva/ Cláudio Antônio da Silva

    Aqueles que “necessitam” fazer uso destes adornos no corpo, precisam conhecer e entender o que significa o Salmo 37.4.

  • https://www.irmaos.com/membro/andriascesar/ Andrias

    Já vi pessoas que usam piercing cheias do Espírito Santo, e que fazem mais pelo Reino que muita gente boa por aí. Não vai ser o piercing que vai ofuscar a luz de Cristo se Ele realmente habita em você. Achei o texto muito tendencioso, com argumentos bastante forçados.

  • https://www.irmaos.com/membro/marcao/ Marcos Vinicius Moyses Amorim

    Concordo com tudo o que Jaime Heringer Muller disse, excelente comentário…bom, é o que eu vejo e penso( até o momento ). Um abraço!!!

  • Anita Rocha

    Aprenda a conhecer o Senhor Jesus, a caminhar com Ele, a colocar toda a sua confiança nEle. Aprenda a se render ao domínio do Espírito Santo e à orientação dEle.

  • https://www.irmaos.com/membro/jonatasbrr/ Jônatas Barbosa

    Pois o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor. Romanos 6:23

  • Rafael Paiva da Silva

    O nosso corpo é o templo do Espírito Santo, isso quer dizer apenas que o que importa é o interno pois o externo se deteriora, um templo antigo fica com a pintura desbotada, móveis velhos, mas isso não impede de ter uma forte presença de Deus nas pessoas que se encontram lá dentro. Uma comparação simples é um baú de tesouro, o que importa é o outro dentro e não o baú, que é um mero objeto que se usa para guardar o que é valioso.