#Sepal019: Moçambique é logo ali

Paulinho Degaspari conversa com Sandro Silva, Roger Yoshimura e Tiago Alves no Aquário de Ideias do Encontro Sepal sobre os desafios e as incríveis oportunidades do trabalho em Moçambique.

Duração: 00:27:42

Programa editado por Ariel Jaeger

CONTEÚDO RELACIONADO

  • http://www.missoesemsuasmaos.com.br Júlio Heleno

    Olá irmãos!

    Muito bom saber do envolvimento de vocês com os moçambicanos!
    Deus continue abençoando a disposição e o trabalho de vocês!
    Que Ele cuide da saúde e de todas as questões que envolvem a ida e permanência de vocês em África!

    Sobre a sociedade ser patriarcal, tenho acompanhado a missionária Solange Leal. Mesmo desenvolvendo um ministério sozinha (sem ter um marido e sendo uma mulher – desculpem a redundância, é para melhor explicar… rs) tem tido êxito em suas ações. O seu trabalho com as mulheres da região tem se destacado e Deus tem abençoado.

  • https://www.irmaos.com/membro/demaismm/ Denise Machado

    Super interessante eu ter ouvido esse podcast hj, pois nas minhas leituras da manhã eu li o seguinte sobre o milagre que Eliseu fez de multiplicar os alimentos :
    “Que condescendência da parte de Cristo, operar através de Seu mensageiro esse milagre a fim de saciar a fome! Uma e outra vez a partir de então, embora nem sempre de maneira tão marcante e notável, tem o Senhor Jesus operado para suprir a necessidade humana. Se tivéssemos mais claro discernimento espiritual, reconheceríamos mais prontamente do que o temos feito o trato compassivo de Deus com os filhos dos homens.
    É a graça de Deus sobre a pequena porção que a torna absolutamente suficiente. A mão de Deus pode multiplicá-la ao cêntuplo. De Seus recursos Ele pode estender uma mesa no deserto. Pelo toque de Sua mão Ele pode fazer avultar a minguada provisão, tornando-a suficiente para todos. Foi Seu poder que multiplicou os pães e as espigas nas mãos dos filhos dos profetas.
    Nos dias do ministério terrestre de Cristo, quando Ele realizou um milagre semelhante na alimentação de multidões, a mesma incredulidade foi manifestada como a dos que estavam associados ao profeta do passado. “Como hei de pôr isto diante de cem homens?” disse o servo de Eliseu. E quando Jesus ordenou a Seus discípulos que dessem de comer à multidão, eles objetaram: “Não temos senão cinco pães e dois peixes; salvo se nós próprios formos comprar comida para todo este povo”. Lucas 9:13. Que é isto para tantos?
    A lição é para os filhos de Deus em todas as eras. Quando o Senhor dá um trabalho para ser feito, não se detenham os homens a inquirir da plausibilidade da ordem ou o provável resultado de seus esforços antes de obedecer. O suprimento em suas mãos pode parecer muito aquém das necessidades a serem supridas; mas nas mãos do Senhor ele se provará mais que suficiente. O servo “lhes pôs diante, e comeram, e deixaram sobejos, conforme a palavra do Senhor”. 2 Reis 4:44.
    Mais elevado senso das relações de Deus para com aqueles a quem Ele comprou com a dádiva de Seu Filho, maior fé no progresso de Sua causa na Terra — eis a grande necessidade da igreja hoje. Que ninguém gaste tempo em deplorar a escassez de seus recursos visíveis. As aparências podem não ser prometedoras; mas energia e confiança em Deus desenvolverão recursos. Ele multiplicará por Sua bênção a dádiva que Lhe é levada com gratidão e oração, como multiplicou o alimento dado aos filhos dos profetas e à multidão cansada.” EGW, Profetas e Reis, p. 123 e 124

    Interessante conhecer mais tb da cultura em Moçambique… Que apesar das dificuldades de levantar recursos, esses servos de Deus tenham seus recursos multiplicados. Como diz meu pai sempre diz, Deus é um bom pagador!